sábado, 6 de março de 2010

"Serra-Mãe" premiado em Paris

“Serra-Mãe” foi o nome dado à serra da Arrábida por Sebastião da Gama num poema que integra o seu primeiro livro, também intitulado Serra-Mãe, cuja primeira edição data de 1945.
Mas “Serra-Mãe” virou também marca de vinho há alguns anos, a partir da casta “castelão” (periquita), classificado como DOC, engarrafado pela empresa Sivipa – Sociedade Vinícola de Palmela. Assim, a “Serra-Mãe” tem andado por longe, por muitas mesas e satisfazendo o gosto de muitos apreciadores.
E tem obtido prémios. Como a medalha de ouro que foi agora atribuída ao “Serra-Mãe Reserva” nas Vinalies Internationales 2010, que tiveram lugar em Paris entre 26 de Fevereiro e 2 de Março. Eram 3500 vinhos a concurso, para Portugal vieram 74 medalhas (21 de ouro e 53 de prata). E "Serra-Mãe" assim vai indo mais longe, dando nome também a um produto da região.

Sem comentários:

Enviar um comentário