quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Comunicar o objecto cultural - palestra por Maximiano Gonçalves



"A comunicação do objecto cultural" será o tema de palestra marcada para 2 de Novembro, na Biblioteca Pública Municipal de Setúbal. Uma conversa com Maximiano Gonçalves, membro da Associação Cultural Sebastião da Gama, que promove a actividade em parceria com a própria Biblioteca. Por esta comunicação hão-de circular temas como: definir cultura, o Objecto Cultural, o turista perante os objectos culturais,  turismo e turismo cultural, comunicação do Objecto Cultural, o que caracteriza uma individualidade em Turismo, Comunicação Orientada, Imagem e imagem do conjunto de objectos culturais, a iniciativa da Comunicação Cultural, a conjugação dos objectos culturais, disponibilizar recordatórios – uma sugestão a propósito de Literatura, a Comunicação do Objecto Cultural – o que fazer.
Linhas assaz importantes para que a palestra se não perca.

sábado, 26 de outubro de 2013

Rui Serodio homenageado em Setúbal



Logo à noite, Setúbal vai homenagear Rui Serodio. Em memória e na música. A Associação Cultural Sebastião da Gama estará presente. Rui Serodio foi também um trabalhador artístico em torno do poeta da Arrábida.
Serão lidos três textos de Sebastião da Gama para os quais Rui Serodio fez uma leitura musical: "O cais" (lido por Elinor Febres, venezuelana, amiga de Rui Serodio, em tradução castelhana como "El muelle", forma de homenagear a universalidade da música e da poesia), "Louvor da poesia" (lido por Maria Clementina, actriz, que colaborou no cd Sebastião da Gama - Meu caminho é por mim fora..., contendo as palavras do poeta e as músicas de Rui Serodio) e "Encarcerar a asa" (lido por João Reis Ribeiro, da direcção da Associação Cultural Sebastião da Gama).

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Dos associados - Memória: Manuel Medeiros (1936-2013)

Manuel Medeiros, conhecido livreiro setubalense, fundador da livraria Culsete, dedicou parte importante da sua vida ao livro, à leitura, à escrita, ao pensamento. Animou tertúlias, fez feiras do livro, foi a escolas, trouxe escolas à livraria, promoveu apresentações, divulgou autores, formou leitores. Escreveu poesia, ensaio e memórias. Relembrou Christian Andersen e Sebastião da Gama.
Manuel Medeiros, nosso associado, partiu ontem (as cerimónias fúnebres terão lugar dentro de uma hora, na igreja de Jesus, em Setúbal). Do seu vasto legado, justo é destacar o contributo que deu, na década de 1980, para que se celebrasse Sebastião da Gama no mês de Abril. Foi o início de um percurso que se tem mantido. A memória de Sebastião da Gama muito deve ao impulso de Manuel Medeiros, o português açoriano que chegou a Setúbal na década de 1970 e que tratou a cultura e o livro como forma de intervenção cívica.
Aqui se reproduz o artigo que Manuel Medeiros escreveu para o nº 2 do Boletim da Associação Cultural Sebastião da Gama, saído em Dezembro de 2006, justamente relembrando o que foi "começar" a celebrar Sebastião da Gama em Abril.
Obrigado, Manuel Medeiros!