quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Dos associados - Memória: Manuel Medeiros (1936-2013)

Manuel Medeiros, conhecido livreiro setubalense, fundador da livraria Culsete, dedicou parte importante da sua vida ao livro, à leitura, à escrita, ao pensamento. Animou tertúlias, fez feiras do livro, foi a escolas, trouxe escolas à livraria, promoveu apresentações, divulgou autores, formou leitores. Escreveu poesia, ensaio e memórias. Relembrou Christian Andersen e Sebastião da Gama.
Manuel Medeiros, nosso associado, partiu ontem (as cerimónias fúnebres terão lugar dentro de uma hora, na igreja de Jesus, em Setúbal). Do seu vasto legado, justo é destacar o contributo que deu, na década de 1980, para que se celebrasse Sebastião da Gama no mês de Abril. Foi o início de um percurso que se tem mantido. A memória de Sebastião da Gama muito deve ao impulso de Manuel Medeiros, o português açoriano que chegou a Setúbal na década de 1970 e que tratou a cultura e o livro como forma de intervenção cívica.
Aqui se reproduz o artigo que Manuel Medeiros escreveu para o nº 2 do Boletim da Associação Cultural Sebastião da Gama, saído em Dezembro de 2006, justamente relembrando o que foi "começar" a celebrar Sebastião da Gama em Abril.
Obrigado, Manuel Medeiros!

1 comentário:

  1. FELIZ FOI QUEM CONHECEU ESTE HOMEM DE SAL AÇOREANO QUE TEMPÉRA O PALADAR DOS LIVROS ANTES DE SEREM LIDOS E MEDITADOS-- UM SER DE ELEIÇÃO PARA A CULTURA, UM HOMEM BOM E GENEROSO QUE FICA NA MEMÓRIA SETUBALENSE, DE UM CERTO PAÍS CULTURAL,DE LIVREIROS NACIONAIS E PRINCIPALMENTE NA DE GERAÇÕES DE LEITORES E AMIGOS!

    A FÁTIMA MEDEIROS O PROTESTO MAIS SINCERO DAS MINHAS CONDOLENCIAS!!!



    DANIEL NOBRE MENDES

    ResponderEliminar