terça-feira, 27 de abril de 2010

Arrábida a Património Mundial - 1ª reunião da Comissão de Acompanhamento

Realizou-se, em 23 de Abril, nas instalações do Convento da Arrábida, a primeira reunião da Comissão de Acompanhamento a esta candidatura. Entre as 32 entidades convidadas esteve também presente a nossa Associação Cultural Sebastião da Gama.

Do programa podemos salientar, desde já, as palavras de boas-vindas, proferidas, em nome da Comissão Executiva, pelo Senhor Governador Civil de Setúbal, a que se seguiu a apresentação dos critérios, valores e área a candidatar. Trata-se de uma candidatura mista - PATRIMÓNIO NATURAL E CULTURAL - com a denominação do BEM a candidatar: ARRÁBIDA.

Este BEM, que envolve os concelhos de Setúbal, Palmela e Sesimbra, inclui toda a cordilheira da Arrábida, que vai desde o morro do Castelo de Palmela até à Plataforma do Cabo Espichel, bem como ao Parque Marinho Luiz Saldanha. Em síntese, os critérios segundo os quais a inscrição é proposta são:

a) NO PATRIMÓNIO NATURAL, por: «representar fenómenos naturais ou áreas de uma beleza natural e importância estética excepcionais»; «serem exemplos excepcionais representativos dos grandes estádios da história da Terra, incluindo o testemunho da vida, de processos geológicos em curso no desenvolvimento das formas terrestres ou de elementos geomórficos e fisiográficos de grande significado»; «serem exemplos excepcionais representativos de processos ecológicos e biológicos em curso na evolução e no desenvolvimento de ecossistemas e de comunidades de plantas e de animais terrestres, aquáticos, costeiros e marinhos»; «conter habitats naturais mais representativos e mais importantes para a conservação IN SITU da diversidade biológica, incluindo aqueles onde sobrevivem espécies ameaçadas que tenham um valor universal excepcional do ponto de vista da ciência ou da conservação».

b) NO PATRIMÓNIO CULTURAL, por: «ser um exemplo excepcional de um tipo de construção de um conjunto arquitectónico, tecnológico e até de uma paisagem, ilustrando um ou vários períodos significativos da história humana».

c) NO PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL, por: «estar directa ou materialmente associado a acontecimentos ou tradições vivas, a ideias, a crenças, ou a obras artísticas e literárias com um significado universal excepcional».

Na impossibilidade de desenvolver, aqui e agora, apresentando, inclusive, exemplos e testemunhos justificativos de todos estes critérios, trabalho longo e de muitas páginas, diremos, em breve resumo, que a ARRÁBIDA se revela assim numa unidade orgânica, interdependente, em que o património natural e cultural, material e imaterial, se encontram indissoluvelmente ligados.

A terminar os trabalhos, na parte da manhã, houve a assinatura de protocolos e uma breve conferência de imprensa. Os cinco protocolos de colaboração foram assinados entre a Associação de Municípios da Região de Setubal e as seguintes entidades: Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa; Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa; Federação Portuguesa de Espeleologia; Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade e Assembleia Distrital de Seúbal.

Tal como foi afirmado pelo Presidente da Associação de Municípios da Região de Setúbal, no final da cerimónia, trata-se de uma incontornável colaboração, de grande relevância, tendo em vista a elaboração do processo de candidatura da Arrábida a Património Mundial.

Da parte da tarde, após uma breve visita guiada ao Convento da Arrábida, seguiu-se a alínea do programa - OFICINAS - que incluiu dois grupos de trabalho: PATRIMÓNIO NATURAL e PATRIMÓNIO CULTURAL. Foram identificados os pontos fortes e fracos, bem como oportunidades e ameaças nesta Candidatura.

A Associação Cultural Sebastião da Gama esteve representada e deu o seu modesto contributo, como é lógico, no grupo de trabalho sobre PATRIMÓNIO CULTURAL. É que, independentemente de outros e valiosos contributos culturais, o nosso patrono Sebastião da Gama por alguma razão foi referido no decorrer dos trabalhos desta reunião da Comissão de Acompanhamento da ARRÁBIDA a Património Mundial.

Os trabalhos para a solidificação desta Candidatura prosseguirão com um FORUM já no próximo dia 27 de Maio.

Manuel Herculano Silva

1 comentário:

  1. Não posso deixar de manifestar o meu contentamento e, muito mais do que isso, o meu agradecimento ao esforço de todas as pessoas empenhadas no que se espera que seja o passo mais importante até hoje para a defesa da Arrábida contra os seus desnaturados predadores.
    M.M.

    ResponderEliminar