segunda-feira, 20 de maio de 2013

Entrega do Prémio de Poesia Sebastião da Gama (I)



Na noite de 27 de Abril, a Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense foi o palco para a entrega do galardão da 14ª edição do Prémio Nacional de Poesia Sebastião da Gama. Contemplada foi a obra O silêncio solar das manhãs, de António Canteiro, de Cantanhede, que esteve em Azeitão para receber o prémio.
A sessão contou com numerosa assistência. Na mesa, presidida por Luís Gonzaga Machado, presidente da Assembleia-Geral da Associação Cultural Sebastião da Gama, estiveram, além do premiado, José Carpelho e Celestina Neves (presidentes das Juntas de Freguesia de S. Simão e de S. Lourenço, de Azeitão, respectivamente, patrocinadoras do certame), Manuel Pisco (vereador da Câmara Municipal de Setúbal), José-António Chocolate (poeta, em representação do júri desta edição do Prémio), João Reis Ribeiro (presidente da Associação Cultural Sebastião da Gama) e Manuel Queirós (presidente da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense).
A sessão contou ainda com a participação do grupo de teatro da SFPA, que preencheu a segunda parte com a dramatização dos poemas de Sebastião da Gama “Nasci para ser ignorante”, “Pequeno poema”, “Largo do Espírito Santo, 2 – 2º” e “Meu país desgraçado”.
Antes da sessão, António Canteiro visitou o Museu Sebastião da Gama, em roteiro acompanhado pelos seus familiares e por Vanda Rocha, técnica do Museu, e João Reis Ribeiro, da Associação Cultural Sebastião da Gama.

Sem comentários:

Enviar um comentário