sábado, 30 de abril de 2011

Poesia de Sebastião da Gama em concerto pelos "e-Vox"

Sete foram os poemas de Sebastião da Gama que o grupo e-Vox apresentou em concerto na noite de ontem no Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal, musicados por Salvador Peres, cantados por Diná Peres e acompanhados a flauta por Luís Alegria e a viola por Alexandre Murtinheira e Salvador Peres. Pelo meio, houve ainda espaço para poemas de Sebastião da Gama ditos por Carlos Medeiros, Elisabete Caramelo e João Completo e também para a pintura de uma aguarela alusiva a Sebastião da Gama por Nuno David.
Musicados para este concerto foram os poemas “Quem me quiser amar”, “Nupcial”, “Cantiga de Amor”, “Anunciação”, “Rosas”, “Soneto do Tempo Perdido” e “O Sonho”, oriundos das obras Serra Mãe (primeiro, quinto e sexto) e Pelo Sonho É que Vamos (os restantes).
O grupo e-Vox existe desde 2002 e tem apresentado concertos em que são cantados poetas de língua portuguesa. A interpretação agora apresentada de Sebastião da Gama foi marcada pela harmonia, uma característica que domina a poesia do poeta da Arrábida.
O evento teve a produção conjunta do grupo Synapsis e do próprio Museu. – JRR

Sem comentários:

Enviar um comentário