quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Arrábida, a serra de um Poeta

“Arrábida – Serra de um Poeta” é filme de cerca de dez minutos com que Miguel Brazuna se apresentou ao concurso “Arrábida – Curtas e Doc’s 2011”, promovido pela AMRS no âmbito da candidatura da Arrábida a Património Mundial.
O filme, disponível no Youtube, percorre imagens da Arrábida numa ligação com a mensagem da poesia de Serra Mãe, o primeiro livro de Sebastião da Gama (Lisboa: Portugália Editora, 1945).
Relativamente a uma nota que aparece no final do filme sobre a ligação do poeta à criação da Liga para a Protecção da Natureza, bastará precisar que a Liga foi criada em 1948, na sequência de uma carta que, no verão de 1947, Sebastião da Gama fez chegar a um professor do Instituto Superior de Agronomia clamando pela protecção da Mata do Solitário. Sebastião da Gama não foi membro fundador da LPN, mas a criação daquela que é a mais antiga organização não governamental em prol do ambiente surgiu após ter sido ouvida a voz do poeta.
Reconheça-se que este filme está repleto de sensibilidade, podendo-se perscrutar os versos de Sebastião da Gama através das imagens, seja pelo descobrir a vida que alimenta a serra, seja pelas visões de pormenor sobre a Natureza, seja pelos planos que se confundem com o horizonte. Ao leitor atento, não passarão ao lado sonoridades e imagens que ressaltam da poesia do autor que, um dia, chamou à serra “mãe”… - JRR


Sem comentários:

Enviar um comentário