sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Sebastião da Gama lido pelos alunos do CUTLA


Os alunos do CUTLA (Clube Universitário Tempo Livre da Amadora) que, em 19 de Novembro, visitaram Azeitão e estiveram connosco na sessão "Sebastião da Gama - Meu caminho é por mim fora", que teve lugar no Museu Sebastião da Gama, prepararam uma pequena montagem sobre poemas de Sebastião da Gama que hoje nos fizeram chegar. Um bom pretexto para recordar alguns textos do Poeta da Arrábida, uma dezena deles, em pouco mais de três minutos de poesia e de música: "Pequeno poema" (07.Março.1945, SM), "O sonho" (01.Setembro.1951, PSEQV), "A uma rapariga" (07.Março.1951, PSEQV), "Cantilena" (25.Novembro.1946, CBE), "Inscrição" (14.Maio.1948, CA), "Madrigal" (07.Outubro.1946, CBE), "Florbela" (06.Novembro.1943), "Os que vinham da dor" (20.Julho.1948, CA), "Poema da minha esperança" (27.Janeiro.1945, SM) e "O menino grande" (17.Fevereiro.1946, IP). Nove destes textos foram publicados em obras de Sebastião da Gama [chave: SM - Serra Mãe; PSEQV - Pelo sonho é que vamos; CBE - Cabo da boa esperança; CA - Campo aberto; IP - Itinerário paralelo] e um, "Florbela", foi pelo autor publicado apenas na imprensa, no suplemento "Planície" do jornal O Castelovidense (Castelo de Vide: nº 38, 17.Fev.1946, pg. 1) e no Jornal de Sintra (Sintra: nº 779, 01.Jan.1949, pg. 5). Dos restantes textos, houve ainda publicação na imprensa, pela mão do seu autor, do "Pequeno poema" (em Aqui e além) e de "O sonho" (em O Distrito de Setúbal).- JRR

Sem comentários:

Enviar um comentário